Minha carreira - Primer RH

12 dicas sobre o que deve ou não estar no currículo

12 de Março de 2021

Todos e todas sabemos que ter um bom currículo é um dos primeiros passos para encontrar um emprego, mas nem sempre nos perguntamos se o currículo entregue está bem feito.

 

Provavelmente nem imaginamos, mas há a possibilidade de o currículo que enviamos já tenha sido descartado de alguma seleção de emprego unicamente por causa da aparência e do excesso (ou falta) de informações apresentadas. Ter experiência e estudos é importante, porém mais importante é saber como apresentar estes e outros dados.
Pensando nisto, confira 12 dicas de que o deve ou não estar em seu currículo e como fazer abaixo.

Ah! Tem uma surpresa para você que ler até o final deste post! Boa leitura!

12 dicas sobre o que deve ou não estar no currículo e como fazer

 

As principais informações que seu currículo deve ter são: nome completo; idade ou data de nascimento; telefone para contato (preferencialmente celular); e-mail; endereço completo (rua, bairro e cidade); escolaridade; cursos realizados e experiências profissionais.

 

Nunca coloque sua documentação (RG, CPF, etc.) no currículo. Estas informações são pessoais e somente serão solicitadas no momento da contratação.

 

Deixe seu objetivo claro. Informe, de forma resumida, qual tipo de posição e/ou função deseja desempenhar. Assim, o recrutador já pode direcionar seu currículo para a vaga mais próxima do seu objetivo.

 

Ressalte suas características positivas e habilidades. Fale brevemente sobre as suas qualidades e o que sabe fazer. Mostre como estas características colaboraram para sua carreira e para as empresas que trabalhou.

 

Formação acadêmica. Coloque o nome da instituição de ensino, curso e datas de início e término dos cursos que frequentou, apresentando-os por ordem de importância (pós-graduação, graduação, etc.). Cursos técnicos só devem ser citados se estiverem relacionados com a área pretendida ou se você não possuir curso de graduação. Se você tem algum curso de nível superior em andamento ou concluído, não coloque os dados das escolas de ensino fundamental e médio, pois subentende-se que se tenha a formação básica para isso. Se você apenas possui formação básica, neste caso, é importante ressaltar a série em andamento ou onde parou.

 

Liste suas experiências profissionais mais recentes e que estejam relacionadas com a vaga que deseja se candidatar. Este é um dos pontos de maior erro nos currículos. Você deve listar apenas as experiências que possuem relação com a vaga que almeja. Se você gostaria de trabalhar na área de vendas, não liste uma experiência como cabeleireira, por exemplo, mesmo que tenha sido seu último emprego. Seu currículo deve conter experiências que demonstrem suas habilidades para a vaga ao qual está se candidatando. Se seu currículo tiver muitas áreas diferentes, parecerá desorganizado e não refletirá seu objetivo. Caso você tenha mais de uma habilidade e pretende se candidatar a vagas de áreas diferentes, você deve elaborar mais de um currículo, cada um para uma área. Lembre-se: não é errado ter mais de uma formação ou habilidade, apenas seu currículo deve estar organizado para que o recrutador entenda qual vaga você deseja se candidatar ao ler seu perfil. Se você está elaborando um currículo para seu primeiro emprego, cite as suas experiências na escola, faculdade, estágios, cursos, trabalhos voluntários, habilidades e aptidões.

 

Foto no currículo. Não há necessidade de colocar foto em seu currículo, isto não é uma obrigação. Mas se for opção sua inserir foto no documento, utilize uma imagem mais formal, como a 3 x 4, por exemplo. Não utilize uma imagem muito impessoal ou que não dê para ver o rosto com clareza.

 

Línguas e informática. Cite apenas o idioma e o nível de conhecimento que possui. Se você estiver estudando algum, deixe isso claro no currículo. O mesmo vale para o nível de seu conhecimento técnico das ferramentas de informática e internet solicitados nas vagas. Lembre-se: se for necessário para o cargo, testes podem ser aplicados e você deverá comprovar o nível declarado.

 

Nunca minta em seu currículo, pois ele é um reflexo de quem você é. As empresas sempre verificam a veracidade das informações que constam nos currículos. Se algo não estiver correto, logo eles saberão e você perderá credibilidade no mercado de trabalho. Lembre-se que esta atitude é antiética e pode arruinar sua carreira!

 

Não tenha mais de duas páginas em seu currículo. O documento deve ter, no máximo, duas páginas com as informações necessárias para o cargo. Isso facilita a leitura do recrutador. Lembre-se que o currículo é um resumo da sua vida acadêmica e profissional, apenas dados importantes devem estar nele. Durante a entrevista você poderá dar maiores detalhes sobre sua trajetória.

 

Formatação do documento: seu currículo deve ser bem escrito, ter as informações bem organizadas e um design simples. Não precisa ser o mais bonito visualmente, mas precisa, sim, estar organizado. O documento, quando enviado por e-mail, deve estar salvo em PDF. Nunca envie o currículo em arquivo Word para as empresas, pois se torna totalmente editável.

 

Não tenha erros de digitação, ortografia ou gramática em seu currículo. É fundamental que, após a elaboração do currículo, você faça uma revisão completa no documento. O ideal é que outra pessoa o leia, para apontar possíveis deslizes e erros. Muitas vezes quem elabora o currículo não enxerga os erros por estar acostumado com a leitura das informações. Além disso, outra pessoa terá a capacidade de avaliar se as informações estão claras e se são de fácil entendimento. Em resumo, revise seu currículo antes de enviá-lo.

Já que você chegou até o fim desta leitura, aqui está a sua surpresa:

 

Compartilhe