Minha carreira - Primer RH

Faça seu plano de desenvolvimento profissional

30 de julho de 2021

Onde você quer estar daqui um ano? Que habilidades gostaria de desenvolver? E como fazer um plano de desenvolvimento profissional para cumprir essas metas?

 

 

Ao começar um novo ciclo em seu desenvolvimento profissional, é necessário começar a pensar nos seus objetivos. E melhor do que pensar sobre isso é se planejar para colocar tudo em prática de maneira eficiente.

Crescer na carreira exige dedicação, planejamento e execução. Se você está lendo este artigo, certamente já possui o primeiro elemento. E, ao final da leitura, já estará equipado para a segunda etapa e preparado para a terceira também.

Quando se trata de planejamento, é preciso construir um plano de desenvolvimento profissional assertivo e objetivo, alinhado com aquilo que você deseja para o futuro da sua carreira.

Essa ferramenta te ajuda a organizar e priorizar as ações necessárias para atingir um determinado objetivo, dividindo-o em metas menores, estabelecendo prazos e focando no seu aprimoramento profissional e pessoal.

É como traçar uma rota do ponto atual até onde você quer chegar, com orientações e guias para cumprir esse trajeto da melhor maneira possível.

E, antes de começar a pensar em se desenvolver, é fundamental estar apto para absorver novos conhecimentos e habilidades, ou seja, é preciso saber aprender.

Muito se fala sobre a importância de aprender determinadas habilidades, mas é justamente a dificuldade de aprender que coloca obstáculos e barreiras no crescimento profissional.

Inclusive, segundo o relatório Future of Jobs 2020 do Fórum Econômico Mundial, uma das habilidades mais relevantes até 2025 é a capacidade de aprender ativa e continuamente. Outro nome dado pelo mercado a essa habilidade é lifelong learning, o processo contínuo de aprendizagem.

Agora que você já sabe a importância de aprender a aprender, vamos para o planejamento! Confira 3 dicas de como fazer um plano de desenvolvimento profissional e comece a planejar agora o seu crescimento para 2021.

1) Estabeleça o seu objetivo

Não existe plano se não houver um objetivo específico. O primeiro passo é definir o que você deseja com esse plano de desenvolvimento profissional. Pode ser o crescimento na sua carreira, uma recolocação profissional ou adquirir uma nova habilidade.

Para te ajudar, reflita sobre essas perguntas:

• O que você sente que precisa desenvolver?

• Onde gostaria de chegar profissionalmente?

• O que falta para você se tornar o profissional que gostaria de ser?

Com o seu objetivo em mente, estipule um prazo para atingi-lo, mas lembre-se de ser realista neste momento. Nada de colocar prazos curtos esperando por resultados rápidos!

Além disso, defina os indicadores para medir o seu desenvolvimento e comparar o desempenho atual e após a aplicação do planejamento. Dessa forma, você saberá exatamente o quanto cresceu durante o processo.

2) Divida o seu objetivo em metas menores

Agora que você já tem o seu objetivo final, defina metas menores que vão fazer com que você caminhe aos poucos em direção aonde quer chegar. Faça o mesmo com o prazo, dividindo-o de acordo com a necessidade de cada uma das metas.

Para isso, pense sobre o que você precisa fazer para alcançar o seu grande objetivo. Por exemplo, vamos supor que o objetivo do seu plano de desenvolvimento profissional seja melhorar a sua oratória para fazer apresentações, reuniões e negociações com mais assertividade no trabalho em até 3 meses.

Ao dividir esse objetivo em metas menores, você pode chegar à seguinte lista:

Trabalhar o autoconhecimento para entender quais são os seus pontos fortes e de melhoria na hora de falar com um público;

Controlar a sua respiração para entender melhor sobre pausas e ritmo de fala;

Fazer exercícios de voz para ser um orador cativante e usar a entonação a seu favor;

Dominar sua linguagem corporal para transmitir confiança e clareza em componentes além da fala: postura, expressão facial, gestos e movimentos;

Aprender a adquirir conteúdo relevante e entregá-lo de forma cativante para o público;

Com essas metas definidas, você pode identificar ações práticas para desenvolvê-las e, então, definir períodos de prática e prazos para cada uma delas.

Autoconhecimento: listar pontos fortes e pontos de melhoria que envolvem a sua oratória e entender como utilizar os pontos positivos a seu favor (2 semanas)

Respiração: fazer exercícios de respiração (15 minutos – 2 vezes por semana)

Voz: fazer exercícios de voz e dicção

Linguagem corporal: treinar apresentações e discursos em frente ao espelho ou para um grupo pequeno de amigos para perceber sua linguagem corporal e descobrir pontos de melhoria (1 hora – 2 vezes por mês)

Conteúdo: pesquise e se mantenha atualizado sobre sua área de atuação, faça um levantamento e acompanhe os principais portais, profissionais e empresas que estão compartilhando conteúdos relevantes sobre temas que podem te ajudar a criar um bom repertório para suas apresentações, reuniões e negociações do trabalho (15 minutos – todos os dias)

Cumprindo todas essas metas, ao final do prazo estipulado, você já conseguirá perceber os resultados no seu desempenho. E para deixar tudo mais interessante, você pode até preparar uma apresentação sobre um tema de seu domínio para apresentar para a sua equipe no trabalho.

Assim, eles poderão oferecer feedbacks e você terá provas ainda mais concretas sobre a sua evolução.

3) Otimize o seu desenvolvimento

Uma das melhores formas de garantir um resultado mais rápido mantendo a qualidade e fortalecendo o seu compromisso com o seu objetivo final é fazer cursos de determinadas habilidades.

No caso do exemplo anterior, você poderia fazer um curso de oratória que trabalhe todos os pontos levantados, além de outros cursos que trabalhem elementos específicos que podem te ajudar a se destacar ainda mais nesse tema.

Agora que você já sabe como fazer um plano de desenvolvimento profissional, o seu desafio é se preparar desde já para colocá-lo em prática em 2021


Links relacionados:

Mantendo a disciplina em tempos difíceis

Carreira profissional: Desenvolva a sua com apenas 6 dicas

Compartilhe