Minha carreira - Primer RH

Gestão de Frotas e os bastidores da logística

20 de Fevereiro de 2020

O Brasil é um país em desenvolvimento com dimensões continentais, onde o seu principal meio transporte de cargas é o modal rodoviário. Diariamente milhares de veículos cortam estradas levando produtos para todos os brasileiros, fazendo uso de vias nacionais, estaduais, municipais e intermunicipais. E o resultado positivo de uma operação deste tamanho só é possível quando existe uma estratégia bem traçada, somado a uma eficiente GESTÃO DE FROTAS.

 

Mas há quem diga que a gestão de frota é uma questão de adoção de tecnologia adequada, será? Uma empresa atenta ao mercado percebe que tecnologia fundamental, mas deve estar bem alinhada com seus processos e seus colaboradores preparados para utilizar de forma eficiente o ferramental tecnológico. A gestão de frotas age fortemente sobre metodologias, atividades e processos relacionados às rotinas de transporte, gerenciando efetivamente os custos e riscos existentes na operação, centralizando-se em atividades de controle, análise, manutenção e administração da frota. Você quer compreender como este sistema funciona? Continue conosco!

Mas o que é Gestão de Frotas?

Para responder essa e outras perguntas, convidamos o consultor em logística Márcio Freitas para uma entrevista. Siga lendo! 

Márcio: Gestão de frotas é uma atividade que tem por objetivo o gerenciamento da frota de uma empresa, sejam veículos próprios ou terceirizados, a fim de maximizar os resultados pertinentes ao transporte, seja de produtos ou de passageiros. O responsável pela gestão de frotas tem, como parte de suas atribuições, organizar, aperfeiçoar e acompanhar todas as despesas e atividades relacionadas à frota de uma empresa. Lembrando que, nem sempre frota é sinônimo de muitos veículos, um único veículo é suficiente para que uma empresa necessite administrar sua utilização de forma correta, evitando custos desnecessários.

As empresas estão preparadas para implantar um sistema de gestão de frotas que seja totalmente eficiente?

Márcio: Sim, as empresas estão preparadas para tal ação. Entretanto, falta um pouco mais de dedicação e planejamento para que ocorra uma gestão eficiente de seus recursos. Faz-se necessário um olhar mais crítico e maior atenção com o transporte, pois academicamente aprendemos que as operações de transporte são responsáveis por algo em torno de 60% de todo o custo logístico. […] E se mensurado de forma correta vamos perceber que por vezes até ultrapassa esse indicador. Logo, torna-se imprescindível a geração de competência, qualificando a mão de obra para exercer a correta gestão, ou seja, desenvolver pessoas para buscar as oportunidades adequadas e as melhores formas de maximizar a frota.

É importante saber que a Logística é última fronteira existente entre empresa e cliente, sendo assim, torna-se um importante elo de ligação e fidelização com o cliente.

A gestão de frotas pode ser implantada por qualquer empresa e feita por qualquer pessoa?

Márcio: Deve ser adotada pela empresa, ainda mais se considerarmos a resposta anterior. Vejamos, uma empresa deve se preocupar com quem transporta seu produto, como esse transporte é gerenciado e em quais condições chega no cliente. Para implantar um sistema de gerenciamento adequado é preciso desenvolver pessoas, treinar e capacitar. As empresas podem e devem aderir ao programa, basta saber os principais pontos a serem gerenciados. Não existe um manual onde diz quais pontos a empresa vai administrar; o que precisa é conhecer quais são seus pontos críticos para administrar e controlar, observando o seu tipo de frota.

Como o sistema pode ser alimentado para não se torne ineficiente?

Márcio: Quando se fala em tecnologia de informação, todo o sistema de informática é muito bem-vindo. O que é preciso é avaliar muito bem o sistema antes de adquiri-lo. Ter ideia se os colaboradores estão preparados para lidar com a T.I. Tecnologia da Informação).  De nada adianta realizar um importante investimento e achar que os problemas acabaram, na verdade isso pode gerar ainda mais ineficácia. Então reforço a ideia de que é preciso capacitar e desenvolver pessoas para que atuem de forma correta. Assim como conhecer a rotina diária de trabalho no gerenciamento de frota. A tecnologia sempre vai ajudar muito, mas nada adianta se o usuário não saber lidar com ela.

Como a gestão de frotas pode vir a atuar nas questões socioeconômicas de infraestrutura?

Márcio: Uma empresa sempre vai lidar com questões socioeconômicas, sua relação e integração com o ambiente interno e externo será sempre fundamental. Estabelecer um bom relacionamento, o qual deve ser construído pela empresa ajuda e muito a conhecer os riscos existentes, insatisfações dos clientes internos e externos, redução de erros, entre outros. Podemos então dizer que a gestão de frotas através de planejamento e controle pode monitorar, pois vejamos: ninguém gosta de cargas atrasadas, desabastecimento, ficar sem receber seu produto, receber produtos danificados, etc… Então gerenciar essas questões tornam-se importantes e ajuda muito nas questões sociais e econômicas da empresa.

Já as questões de infraestrutura podem ser trabalhadas na gestão de frotas através de ações que possibilitem um melhor resultados interno para a empresa. Vamos pensar, uma transportadora não tem condições de melhorar as condições de vias e muito menos baixar o valor dos combustíveis. Mas pode assegurar operações mais inteligentes e efetivas cuidando de sua infraestrutura, como por exemplo: sistemas efetivos de rastreabilidade, sistemas de controle de uso do equipamento, sistemas de gerenciamento de rotas, entre outros exemplos. Trabalhar a infraestrutura vai muito de encontro com o poder de investimento de cada empresa, aliado à sua capacidade de gestão.


Se liga! De 03  a 17 de março, ocorrerá curso Gestão de Frotas, ministrado por Márcio Freitas. Com aulas expositivas e exercícios de assimilação de conteúdo, o tema terá foco voltado ao controle e a maximização de resultados e melhor aproveitamento dos veículos de transporte. Se você é um profissional técnico, gestor, empreendedor ou é interessado no tema, não perca a oportunidade de se inscrever. Inscrições conjuntas ganham desconto!

Compartilhe